Bruschettas: sabores, história e harmonização

colagem4

Um pouco de história:

A bruschetta surgiu no período da Antigüidade, entre os trabalhadores rurais italianos, que a inventaram para aproveitar as sobras dos pães do dia anterior.

A palavra bruschetta deriva de “bruscato” que em italiano significa tostado ou torrado e tem origem nas regiões do Lazio e de Abruzzo.

O principal é tostar um pão rústico, regá-lo com um bom azeite e, ainda quentinho, esfregar alho nele.

O recheio fica por conta de sua imaginação!

Para testar novas receitas, convidei minha amiga e chef de cozinha, Elisabete Claudio.

A elaboração foi uma delícia, com muita criatividade, bom papo e regada a ótimos vinhos.

Tudo avaliado pela minha amiga Magda e minha filha Rebeca.

Para começar os trabalhos: abrir um vinho geladinho!
Quis ousar com esse Riesling Australiano.

2013-03-02 16.23.24

No nariz apresentou aromas típicos da Riesling, frutas cítricas, pêssego e um toque floral.
Na boca é bem seco e menos expressivo do que esperado.
Deixou a desejar.
Wakefield Riesling 2010
Clare Valley, Australia
Casa Flora: R$ 60,00

2013-03-02 16.23.35 2013-03-02 16.23.46

Mãos à obra!!!

2013-03-02 17.10.59 2013-03-02 17.36.00

Eu e a Chef!

2013-03-02 17.36.14

2013-03-02 17.36.24  

Primeira opção: vegetariana, abobrinha assada, alho assado, tomate sweet e alecrim

2013-03-02 17.36.37

Aqui, a mesma versão de abobrinha, com grana padano ralado.

2013-03-02 17.40.13

Outra opção vegetariana: Pasta de berinjela, abobrinha, alecrim e lascas de amêndoas

2013-03-02 18.04.32

Essa fizemos com pasta de tomate sweet, presunto parma, pimenta verde e manjericão

2013-03-02 18.43.26

Para petiscar: Azeitonas chilenas, alecrim e azeite2013-03-02 17.39.24
Mais um vinho. Para mim, o que melhor harmonizou com todas as bruschettas!2013-03-02 17.49.42

Muito equilibrado, macio, aromas típicos da chardonnay, abacaxi principalmente.
Final de boca longo. Muito bom!
Abel Pinchard
La Chapelle-de-Guinchay
Pouilly-Fuissé
Casa Flora R$ 72,43

2013-03-02 17.50.34

Um outro vinho maravilhoso que comprei na minha última viagem à Serra Gaúcha.
Um belo Pinot Noir brasileiro.

2013-03-02 18.46.06

Uma surpresa agradável. Um pinot noir do Brasil muito parecido com um Borgougne.
Nariz de frutas vermelhas e especiarias e tudo confirmado em boca.
Final longo e surpreendente.
VINHEDOS HOOD PINOT NOIR
(Vinícola Geisse)
2011 – PINTO BANDEIRA, BRASIL

Amigas!!!
Poses para as fotos!!!

2013-03-02 19.00.162013-03-02 19.01.192013-03-02 19.02.052013-03-02 19.02.262013-03-02 19.06.47
Para encerrar, apresentei esse vinho que comprei há alguns anos atrás do próprio produtor.
Docinho, aromático, fresco e saboroso!

2013-03-02 20.48.352013-03-02 20.48.442013-03-02 20.48.56

Anúncios

2 comentários em “Bruschettas: sabores, história e harmonização”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s