Arquivo da tag: GASTRONOMIA

Mais uma novidade do Rubi Wine Bar: Degustações Harmonizadas!

Olha que oportunidade bacana para aprender mais sobre essa bebida apaixonante que é o vinho:
O Rubi Wine Bar está promovendo degustações para grupos de até 20 pessoas.
São quatro opções, todas conduzidas pelos proprietários, os renomados sommeliers Fabiano Aurélio (Sommelier do Ano, Prêmio Gula 2007)  e Tony Araújo (ex Figueira Rubayat):

1) Degustação com palestra sobre os vinhos (características da Região, Uva e País);
2) Degustação de iniciação ao mundo do vinho (como degustar e escolher um rótulo);
3) Degustação para empresas com harmonizações especiais com pratos e/ou petiscos;
4) Degustação vertical ou horizontal (podendo ser com vinhos dos clientes ou com os vinhos da carta da casa).

O orçamento é sob consulta, pois depende do programa e vinhos a serem degustados.
Aliás, eles estão abertos à outras propostas de degustações.
Para maiores informações, entre em contato pelo telefone 11 4323 1667.

Rubi Wine Bar
Al. Jaú, 1595, Jardim Paulista
44 lugares.
Funcionamento: das 12h às 0h (seg. a qui); das 12h às 0h30 (sex.) e das 18h às 1h (sáb.). Fecha aos domingos.
Cartões de crédito todos.
Acesso para deficientes. Acesso internet. Estacionamento com manobrista (R$15)

Este slideshow necessita de JavaScript.

Festival de sopas do Consulado Mineiro, 2013! Uau!

Bem, devo confessar que adoro sopas e é só chegar o inverno que saio para caçar as melhores na cidade.
Engraçado que eu procuro, procuro, mas não consigo achar nada tão bom quanto o Buffet de Sopas do Consulado Mineiro: os sabores são autênticos, delicados, na verdade, é isso que admiro na cozinha de Fernando Carneiro, é uma cozinha autêntica, mas com uma delicadeza, que impressiona.
Além das 12 opções de sopas, entre elas uma doce, canjica, ai que delícia, os acompanhamento são maravilhosos!
O festival vai de quarta à sábado, a partir das 20h por apenas R$ 29,00!!!

O Consulado tem uma carta de vinhos enxuta, com vinhos da Importadora Mistral, com preços super honestos!
Não percam!

Rua Cônego Eugênio Leite, 504
Cep: 05414-000 – Pinheiros
Delivery 3898.3241 nextel 7802.3628
http://www.consuladomineiro.com.br

Este slideshow necessita de JavaScript.

Lançamento da revista Cook Lovers

Você conhece a Livraria Mundo Gourmet?
Uau, para você que gosta de gastronomia e vinhos e tudo que gira em torno desse assunto, não pode deixar de conhecer esse lugar.
Ali você encontra livros e utensílios gourmets, kits para presentes, e, em alguns dias, aulas de gastronomia, vinhos, café, etc.
Eu adoro o lugar, super aconchegante, bonito e sempre com a boas vindas de seus proprietários Ana Ferraz e André Boccato, imperdível para quem quer passar bons momentos ao lado de pessoas deliciosas e aprender mais sobre gastronomia.
Além de ficar em um espaço super aconchegante ali na Rua Augusta, na Villa San Pietro, aonde você tem também um bistrô, floricultura e lojinhas super lindas.
Dia 20/06/2013 estive lá para o lançamento da revista Cook Lovers, uma revista deliciosa, escrita por quem conhece do assunto, com reportagens consistentes, inúmeras receitas, dicas de livros e  restaurantes, viagens enogastronômicas e vinhos. Completa e deliciosa! Você não vai querer parar de ler!!!
Bem, é isso! Não percam! Passem ali e degustem a vida!!!

Para assinar a revista, clique aqui.

Livraria Mundo Gourmet
 Rua Augusta, 2.542 – Villa San Pietro – Lojas 5 e 6 – Jardins – São Paulo – SP – Tel.:  (11)  3062-6454

Este slideshow necessita de JavaScript.

L’aperitif a la Française em São Paulo

logoAtenção francófilos de plantão!
São Paulo recebe pela primeira vez, de 12 à 23 de junho, o ‘Apéritif à la Française‘, evento que promove uma série de festas, animações em lojas de vinhos e menus especiais em bares, restaurantes e lojas da cidade com a temática francesa.

Outras cidades também participam simultaneamente do evento, tais como: Berlim, Copenhague, Dubai, Hong Kong, Milão, Montreal, Nova York, Paris e Tóquio.
Sexta-feira, dia 14 de junho, estive no BISTRÔ L’APERÔ e achei o evento super divertido.
A entrada custava R$ 50,00 e dava direito à 4 ítens, entre drinks e petiscos, do cardápio montado especialmente para o evento.

Nada mal, com direito a DJ, muita gente bonita e até caricaturistas!
Me diverti muito!

Vejam os estabelecimentos participantes e, para bterem os endereços e horários, é só clicar em cima do nome.
Passem por lá!

Restaurantes

BRASSERIE DES ARTS

BISTRÔ L’APERÔ

LE FRENCH BAZAR

LE VIN BISTRÔ

PETROSSIAN RESTAURANTE

ENOTECA E BISTRÔ SAINT VIN SAINT

VINO!

LE REPAS

LE MARAIS

RIVE GAUCHE CUISINE

L’AMITIÉ

Bares

UPSTAIRS BAR

NARÃ BAR & LOUNGE – Hotel Tivoli

NUMERO BAR

Este slideshow necessita de JavaScript.

Encontro Confraria no Restaurante Accanto

Sábado, dia 08/06/2013, a Confraria dos Cretinos se reuniu mais uma vez, desta vez, no Restaurante Accanto em São Paulo.
Localizado em Higienópolis, em um agradável casarão de 1910, o Accanto, batizado assim pela mãe do Chef Daniel Assad Abujamra, significa: vizinho, próximo, perto. E, confesso, é assim que me senti ali: aconchegada, próxima.
Além do restaurante, no mesmo espaço tem uma loja de vinhos, a Kyliz Vinhos, que ocupa uma sala climatizada que oferece mais de 700 rótulos que podem ser degustados no restaurante, a preço da loja.
Quando estiver lá, faça questão de pedir uma sugestão ao sommelier Elias, que te atenderá com o maior prazer e profissionalismo.
O encontro começou com chave de ouro, pois nosso confrade Marcos Martins aproveitou para comemorar seu aniversário e, para isso, brindou-nos com um encantador Barollo. Começamos muito bem.
Mais uma vez, foi muito bom ver os amigos em um lugar muito bem escolhido.
O Chef Daniel Assad Abujamra nos surpreendeu com pratos muito bem elaborados, tecnicamente falando, e com combinações inusitadas e muito saborosas, como o risotto de maracujá que degustei! Incrível!
Aliás, o Chef foi muito solícito e quase sempre circulava pelo salão, para saber se precisávamos de algo!
Excelente! Anote aí mais essa dica:

Accanto Restaurante
Av. Angélica, 681 – Santa Cecília – São Paulo-SP
fone: 2366-6894

segunda a sexta : 12h às 15h30, 19h às 23h
sábado : 12h às 23h

Este slideshow necessita de JavaScript.

Conhecendo o Restaurante Jacarandá

Dia desses, um famoso crítico de gastronomia me perguntou qual era, para mim, o melhor restaurante de São Paulo. Pensei um pouco e, confesso, me senti incomodada em ter que manifestar minha opinião à ele. Afinal, por que deveria ter essa responsabilidade de julgar um restaurante para um crítico?
Minha resposta foi: diga você, por favor. Não sou crítica de gastronomia, nem tenho a pretensão de ser. Minha proposta é descobrir e divulgar os lugares agradáveis, com atendimento personalizado, boa comida, bons vinhos e a preços honestos. Não precisa ser barato, precisa ser justo!

Não vim para julgar, mas para divulgar aquilo com o que me identifico.

Pois então, nessa minha busca, me deparei dias desses com um verdadeiro oásis, no meio da cidade.
Um restaurante com pinta de casa do interior, que teve o cuidado de ter suas instalações de forma moderna e funcional, mas com cara de casa e quintal: o Jacarandá.

Fruto da parceria entre a argentina Ana Maria Massochi, do restaurante Martín Fierro, a cineasta brasileira Flávia Moraes, e o chef uruguaio Gastón Yelicich, o Jacarandá tem um mix das culinárias desses três países e seus ingredientes.
Não deixe de experimentar, por exemplo, as empanadas de queijo da Serra da Canastra.
Entendeu? Empanada Argentina + Recheio tipicamente Brasileiro = Delícia Sul Americana!

O cardápio é enxuto, mas atende à todos os gostos: clique aqui para acessá-lo.
A carta de vinhos também. Digamos assim, curta e grossa: espumantes brasileiros, Crémants, Brunelos, além de vinho em taça a R$ 18,00. Clique aqui e acesse a carta.

O ambiente é delicioso, com direito a mesinha no quintal, se o tempo estiver agradável, além de uma mercearia que coloca à venda produtos regionais, como o queijo Serra da Canastra.
A casa abriga ainda um aconchegante piano bar no subsolo, com o sugestivo nome de Tatu.
Aliás, Jacarandá é uma homenagem ao belo pé de Jacarandá que foi preservado na construção do espaço.

Não deixe de ir. Você que, como eu, gosta de lugares aconchegantes, bonitos, com comida super bem feita, bons vinhos, ótimo atendimento e bom custo x benefício, vai adorar, tenho certeza.

No dia em que estive lá, fui recebida pelo querido Daniel Molinas. Atendimento profissional, eficiente e muito gentil!
Para você ter uma ideia do quanto gostei, voltei dois dias depois para jantar!
O Matambre ao Leche com purê de mandioquinha estava deliciosamente macio e delicado e o Filé Mignon a Milanesa crocante e sequinho.
Para fechar a sobremesa da noite, fomos agraciados com o Serra da Canastra, maçã, mel e alecrim.
Delicioso mesmo!!!

Só para finalizar, mesmo sendo um Restaurante, é possível ficar boas horas ali, degustando as entradinhas, uma melhor do que a outra, com uma boa taça de vinho, claro!

Jacarandá Restaurante

Rua Alves Guimarães 153 – Pinheiros – São Paulo Brasil
Tel 01130833003

Este slideshow necessita de JavaScript.

Degustando a Vida no Wine Dinner da Wine Vinhos

À convite da Wine Vinhos, dia 03/05/2013 participei de um Wine Dinner no Restaurante North Grill Vila Nova para o lançamento do vinho Toro Loco Crianza 2010.
Para quem não lembra, o Toro Loco 2011 foi um vinho que causou frisson ao ganhar em 2012 a Medalha de Prata na IWSC International Wine & Spirit competition, uma tradicional degustação às cegas que ocorre anualmente.
Comandado pelo sommelier Manuel Luz, acessorado por uma equipe super competente e de bem com a vida, o jantar aconteceu num clima descontraído, com muita gente bacana, ótima comida e ótimos vinhos, claro.
Para quem não sabe, atualmente a Wine é a maior loja de vinhos da América Latina.
Eu, particularmente, costumo consumir bastante seus vinhos, inclusive faço parte do clube, por gostar de sua proposta de democratizar o vinho, apresentando sempre ótimos custos x benefícios e facilitando o acesso ao vinhos do mundo.
Bem, vamos às fotos e aos vinhos! Clique nas fotos para ver os detalhes e comentários!

Obrigada ao pessoal da Wine Vinhos pelo convite e parabéns pela qualidade e competência dos seus serviços!

Para saber mais detalhes sobre os vinhos, preços, etc, acesse aqui.

Voltando ao Rubi Wine Bar. Já conhece? Não? Então você tem que conhecer!

DSC00243
Eu conheci o Rubi Wine Bar ainda com seus antigos donos, em 2011.
Em 2012 estive lá, já sob o comando de Fabiano e Araújo.
Na época, fiz um post sobre minha impressão super positiva da casa, mas queria voltar para fazer algumas fotos e conhecer melhor os detalhes.
Consegui fazer isso na última sexta-feira, 26/04/2013, depois de uma tentativa frustrada de chegar ao último dia da Expovínis!

Fabiano Aurélio é sommelier desde 1994 e tem no curriculum trabalhos de peso: foi sommelier do Figueira Rubaiyat, sommelier da Grand Cru, além de ter ganho em 2007 o Prêmio Gula de Sommelier do Ano. Nada mal, hein?

Tony Araújo também foi sommelier do Figueira Rubaiyat.

Bem, o que percebi é que os meninos mandam muito bem, e apresentam um serviço do vinho impecável.

Além disso, a carta de vinho, apesar de enxuta, tem vinhos para todos os gostos e,  melhor, bolsos.

Também têm várias opções de vinhos em taça, inclusive jerez, vinho do porto e grappa!

Como vocês sabem, sou super preocupada em divulgar lugares que têm preços honestos e os preços dos vinhos praticados no Rubi são assim. Por exemplo, um vinho argentino com 93 pontos de Robert Parker que custa R$ 50,00 na Importadora, lá custa R$ 66,00. Nada mal, hein?

Ah, eles não cobram taxa de rolha, mas duvido que você precise levar seu vinho. Com certeza terá uma ótima opção por lá!

O cardápio apresenta boas opções de petiscos, tábuas de frios e queijos, e tudo que experimentei estava impecável.
Além de pratos deliciosos elaborados pela chef Renata Braune.

De segunda a sexta-feira tem almoço executivo que, de segunda à quinta, sai por R$ 29,90 ( 4 opções de entrada e 3 opções de pratos diferentes a cada dia ) e às sextas tem uma opção de prato especial por R$ 39,90.
Ah, e com mais R$ 10,00 no executivo você degusta uma taça de vinho branco ou tinto.

Gosto de lugares como esse: aconchegantes, de super bom gosto, bonitos, mas sem ser sofisticados. Com atendimento amigável, simpático, mas que leva muito a sério o consumidor e o trata com muito profissionalismo e respeito.

Fui super bem recebida e pretendo voltar muitas vezes.

Para mim, o Rubi tem o melhor serviço de Wine Bar de São Paulo.

Existe uma frase que gosto muito de citar, que define minha aventura dessa sexta-feira, quando perdi 2 horas no trânsito tentando chegar à Expovínis e, como desisti, fui fazer a matéria do Rubi: há males que vêm para bem! Foi a melhor coisa que poderia ter acontecido!
Assim é a vida. Tudo é perfeito como é!

Que bom que perdi a Expovínis!!!

Vida longa ao Rubi Wine Bar.

Parabéns meninos!

Para saber mais, entre no site clicando aqui ou curta a página no Facebook clicando aqui.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Rubi Wine Bar

Endereço: Alameda Jaú, 1595 – Jardim Paulista – São Paulo – SP

Telefone: 11 4323-1667

Participando da Oficina de Pães, de Silvia Corbucci

Sábado, dia 13 de abril de 2013, participei de uma Oficina de Pães comandada pela Chef Silvia Corbucci, proprietária da Cozinha Efêmera, um projeto conceitual que, além de dar aulas de gastronomia, tem a proposta de conscientizar sobre a importância da alimentação com qualidade, privilegiando produtos locais e da estação.

Silvia é uma simpatia e abriu sua confortável casa em São Paulo, nos proporcionando uma tarde pra lá de agradável ao lado de pessoas interessantes, que tinham em comum a vontade de aprender coisas novas e viver de uma forma mais saudável e consciente quanto à sustentabilidade.
Confesso que me senti como se estivesse em algum lugar muito longe daqui – talvez no interior -, de tão tranquilo e aconchegante que foi. Aliás, isso nos mostra que não precisamos sair de São Paulo para termos mais qualidade de vida. Precisamos talvez mudar certos hábitos.

Bem, quanto à aula, primeiramente Silvia nos contou sobre o Levain:  uma massa fermentada, na qual se desenvolveu uma colônia de leveduras e bactérias que vivem em simbiose e se alimentam do amido da farinha. É a partir dessa massa – ou melhor, desse fermento – que é possível elaborar vários pães mais naturais e leves, com aquele toque “azedinho” que tinham os pães de antigamente, os pães “de verdade”.

Aprendemos a fazer Focaccia, Brioche, Pão de Centeio e Pão de Figo e Nozes.
Tudo ficou muito saboroso e, confesso: no momento da degustação, a única coisa que fez falta foi termos um vinhozinho para acompanhar aquelas delícias.

Para maiores informações sobre o projeto e próximos eventos de Silvia, entrem no site:  Cozinha Efêmera.


Aqui, um pouco da história do Levain e a receita, por Silvia Corbucci:

LEVAIN
Antigamente só era possível fermentar uma massa de pão com levain,
ou massa mãe. O levain é uma massa fermentada, na qual se desenvolveu uma colônia de leveduras e bactérias que vivem em simbiose e
se alimentam do amido da farinha.
Os pães produzidos com levain são mais fáceis de digerir porque a
digestão começa antes, pelas leveduras. É um pão mais aromático e
levemente mais azedo, por conta da fermentação longa.
Para produzir um levain desde o início é preciso um pouquinho de
paciência, farinha de boa qualidade e água não clorada.
Misture 300g de farinha com 200ml de água e deixe em um repiciente de vidro coberto com um pano limpo, de linho ou voal por 3 a
5 dias em temperatura ambiente. A massa deve crescer.
Depois adicione mais 300g de farinha e outros 200ml de água, misture bem e deixe mais 2 a 3 dias até crescer.
Repita a operação e espere de 1 a 2 dias. Repita mais uma vez e espere mais um dia.
Você saberá se a fermentação atingiu um estágio de maturidade boa
para fazer pães pelo aroma da mistura.
Quando se tem o fermento pronto é necessário alimentá-lo diariamente ou a cada dois dias no máximo quando mantido a temperatura
ambiente. Ou a cada 3 a 4 dias mantido na geladeira.
Para alimentar seu levain, pese quanta massa você já tem e acrescente o mesmo peso do levain em farinha e metade a 70% deste valor
em água.
Por exemplo, se tiver 200g. Adicione mais 200g de farinha e 100ml a
130 ml de água. Misture bem e pronto.

Degustando a Vida em O Mercado, Festival Gastronômico das Estações

mystique

No último domingo, 17/03/2013, rolou no Modelódromo do Ibirapuera o O Mercado Festival Gastronômico das Estações, um evento parecido com o famoso O Mercado só que com um formato maior e mais diversificado.

O lugar era incrível, super espaçoso, com tendas com música ao vivo, DJs, mostras de arte, mesas de piquenique entre as árvores do parque e banheiros limpos.

Pelo que soube, a infraestrutura para quem trabalhou estava muito boa.

Foi uma pena a chuva não ter dado uma trégua. Eu mesma tinha intenção de ir logo no começo, mas acabei chegando bem mais tarde.

Mas valeu demais.

Achei que tinha um clima gostoso, um astral bom, sabe como?

E as comidas eram incríveis. Além de ter vinho e cerveja! Finalmente, hein?

Como podemos falar de gastronomia sem falarmos deles???

Quem organizou foi Checho Gonzales (Cebicheria Gonzales), Henrique Fogaça (Sal Gastronomia) e a produtora cultural Lira Yuri.

Pelo que li, esse evento terá quatro versões especiais ao longo do ano.

Espero que tenha valido a pena para os chefs, apesar do movimento muito menor do que o esperado, em função da chuva.

Tenho certeza que valeu muito para quem foi lá prestigiar!

Vida longa ao Mercado das Estações!!!