Arquivo da tag: vinhos

Esqueça as enochatices e seja feliz!

Inspirada em uma matéria que acabei de ler sobre “ditaduras sociais”, gostaria de começar esse papo dizendo: Você não “precisa” gostar de vinhos.

O grande barato de minha page e meu blog é tentar levar o vinho para o seu dia a dia, mas, se essa não é sua praia, tudo bem, não se cobre por isso!

Agora, se você gosta de vinhos, mas não conhece muito, por favor, não se assuste ao se deparar com tantas pessoas postando fotos de vinhos caros, lugares luxuosos, degustações para grupos fechados à 7 chaves e um montão de outros bla bla bla …

Muitas coisas fazem parte mesmo do dia a dia de quem trabalha com isso, mas muita coisa é para manter um glamour que está pra lá de ultrapassado. O mundo do vinho aqui no Brasil foi assim até bem pouco tempo atrás, mas esse modelo está caindo por terra. Ainda bem!

Lembre-se sempre de que vinho é alimento. 

Vinho é feito de uva, que vem da terra, portanto, um produtor, antes de tudo é um homem “do campo”, que lida com a natureza e suas intempéries.

Quando for escolher um vinho para beber, seja em um Wine-Bar, Boteco, Restaurante, Supermercado, Loja Especializada ou Empório, não se intimide, peça ajuda ao sommelier ou ao atendente e, te garanto que o primeiro passo para saber se ele é mesmo competente, é se ele quiser saber sobre o seu gosto e o seu bolso.
Se ele te indicar apenas o mais caro, fuja dali sem a menor cerimônia, por favor!

Você não precisa disso pois há vários vinhos bons, wine-bares despretensiosos a ótimos preços, sem nariz empinado e sem frescuras, para ir e curtir.

Da próxima vez, leve vinho ao seu piquenique, churrasco, praia, piscina, happy-hour …

Deguste-o sozinho ou acompanhado, lendo um livro, assistindo à um filme ou ouvindo uma canção.

Lembre-se que vinho harmoniza com alimentos, charutos e com por-do-sol, por que não?!

E, acima de tudo, não se esqueça: escolha sempre aquilo que te dá prazer, deguste a vida e seja feliz!

Você merece!
Nós merecemos!

Anúncios

Estudos científicos endossam benefícios da uva e seus derivados à saúde

gilmar gomes 2

Divulgação de resultados comprova que a fruta é aliada na prevenção de doenças, na redução de peso e gordura abdominal. Os  ganhos se estendem ao consumo moderado de vinho e de suco 100%

 

Os benefícios da uva nunca estiveram tão em evidência. Uma série de estudos realizados nos últimos anos comprova que o consumo moderado da fruta e seus derivados garante mais qualidade de vida a crianças e adultos. Não é por acaso que a uva é considerada a “superfruta da saúde”.

O suco de uva 100% como aliado para perder barriga foi a boa nova anunciada recentemente. Depois de comprovar os benefícios da bebida para o coração, redução de colesterol, prevenção do câncer e melhora da memória, uma pesquisa realizada pelo Centro Universitário Metodista (IPA), de Porto Alegre (RS), indicou que o consumo regular do suco elaborado com 100% fruta, sem adição de açúcar, contribui para a redução da sempre indesejada gordura abdominal.

gilmar gomes 3
Coordenado pela biomédica Caroline Dani e pela bioquímica Cláudia Funchal, o estudo iniciado em 2009 já foi publicado em revistas científicas e quebra paradigmas ao comprovar que uma bebida doce e saborosa pode ser aliada para dietas em seres humanos. Caroline, que estuda os benefícios do suco desde 2004, explica que os ratos submetidos à dieta hiperlipídica (rica em gordura) com suco de uva tiveram um aumento de peso e de gordura na região abdominal inferior ao grupo que recebeu a mesma alimentação e água. Já os animais com a mesma alimentação e que ingeriram água tiveram ganho de massa e de gordura. A biomédica lembra que estudos anteriores já comprovaram a ação dos componentes da uva e, por consequência do suco 100%, para a proteção do fígado e do coração, redução da pressão arterial, melhora na capacidade cognitiva, sistema nervoso central e proteção contra os radicais livres, prevenindo doenças neurodegenerativas como o Alzheimer e o câncer.

Caroline também coordenou outra pesquisa no IPA na qual idosos que tomaram suco de uva 100% por 30 dias reduziram circunferência abdominal e peso, além do índice de massa corporal (IMC), colesterol total e colesterol ruim. Não houve alteração nos níveis de glicose nem dos de triglicerídeos. Durante o estudo, os voluntários incluíram no cardápio dois copos de suco de 400ml cada por dia, divididos em duas porções de 200ml cada, durante um mês, e mantendo seus hábitos alimentares.
Os benefícios do suco de uva 100% não param por aí. Uma pesquisa da Universidade Estadual do Rio de Janeiro realizada com triatletas da Marinha comprovou que um copo da bebida antes e outro depois dos treinos auxilia nos resultados das competições. Em entrevista ao Globo Repórter, a nutricionista Mariana Corrêa Gonçalves explicou que os atletas melhoraram a capacidade antioxidante e a circulação e tiveram redução do cansaço. O grupo que participou do estudo ingeriu o suco de uva 100% durante 20 dias.

 

Consumo moderado de vinho também traz ganhos à saúde

gilmar gomes 1

Os benefícios se estendem também para o vinho. O cardiologista Jairo Monson, estudioso dos assuntos relacionados a vinho e saúde, afirma que o consumo moderado da bebida, especialmente as variedades tintas, fazem bem ao sistema cardiovascular, previnem câncer, inibe em até 80% o crescimento do HIV, além de ser a bebida mais favorável para os obesos e diabéticos. “Instituições que são muito severas nos seus critérios científicos, como o FDA [Food and Drug Administration], AHA [American Hart Association], SBH [Sociedade Brasileira de Hipertensão Arterial] e NSA [National Stroke Association] reconhecem que as pessoas que não têm contra-indicação, a ingestão de bebidas alcoólicas, e que bebem vinho com moderação, regularmente e durante as refeições, têm benefícios para a saúde”, destacou Monson, autor do livro Vinho é Saúde! – 50 Respostas Para Entender Por Que a Bebida de Baco Pode Fazer Bem.

Outro estudo, coordenado pela Dra. Regina Vanderlinde, pesquisadora do Laboratório de Referência Enológica (Laren) e professora da Universidade de Caxias do Sul (UCS), concluiu que, em relação às variedades, os vinhos Merlot apresentaram maiores concentrações de resveratrol. O teor máximo entre todas as amostras analisadas foi encontrado em um Merlot brasileiro (15,9 mg.L-1). O maior teor médio de resveratrol também foi encontrado nos Merlot brasileiros (8,73 mg.L-1), diferenciando-se dos teores médios dos vinhos dos outros países que não apresentaram diferença estatística entre si: argentinos (1,71 mg.L-1), chilenos (2,64 mg.L-1) e uruguaios (4,93 mg.L-1).
“Os teores médios de resveratrol encontrados nos vinhos brasileiros são superiores aos encontrados em outros países sul-americanos. A variedade Merlot apresentou valor médio mais elevado das estudadas. Os teores de resveratrol nos vinhos brasileiros pressupõe propriedades benéficas à saúde mais elevadas que os vinhos de outros países”, resume Regina.

O resveratrol é um polifenol presente na fruta e que faz bem ao organismo. Sua concentração nas uvas e vinhos varia de acordo com a variedade, origem geográfica, ação de patógenos e processos de fermentação. Encontra-se nos grãos, raízes, sementes e, principalmente, nas cascas.

Assessoria de Imprensa Ibravin            

Martha Caus – (54) 3039.0096 / (54) 8111.4450 – imprensa@ibravin.org.br
Cassiano Farina – (54) 3039.0096 / (54) 9937.9027 – imprensa2@ibravin.org.br
Diego Adami – (54) 3039.0096 / (54) 8135.0374 – imprensa4@ibravin.org.br

Um evento imperdível de vinhos do Tejo, Portugal

Você conhece os vinhos do Tejo? Eis uma grande oportunidade de degustar cerca de 100 rótulos, dentre brancos, rosés, tintos e espumantes desta tradicional região de Portugal.
Nos dias 24 e 26 de fevereiro, nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, respectivamente, acontecerá
                    A GRANDE PROVA ANUAL DOS VINHOS DO TEJO

A programação inclui degustação, avaliação e harmonização:

15h00 – Início da Grande Prova para Trade
15h30 – Master Class com Vinhos do Tejo, Gastronomia Brasileira e suas influências
16h00 – Vinhos do Tejo e o Mercado Internacional (prova exclusiva para profissionais)
16h45 – Master Class Imprensa (road show de produtores – apresentação de novidades)
prova exclusiva para a imprensa
17h00 – Master Class Vinhos do Tejo e Gastronomia Italiana
19h00 – Flashmob musical
19h30 – Entrega dos prêmios do Concurso de Enogastronomia
20h30 – Encerramento da Grande Prova

Para participar, é necessário se inscrever, através do email caravanadosvinhosdotejo@winesenses.com.br ou no site www.caravanadosvinhosdotejo.com.br
As vagas são limitadas!

SÃO PAULO
Consulado Geral de Portugal
24 de Fevereiro – A partir das 15h30

RIO DE JANEIRO
Palácio de São Clemente
26 de Fevereiro – A partir das 15h30

Cidade de Santarem
“Tejo que levas as águas

Correndo de par em par
Lava a cidade de mágoas
Leva as mágoas para o mar.”
Manuel da Fonseca

HISTÓRIA

Localizada no coração de Portugal, a Região Vitivinícola do Tejo tem, desde a Idade Média, sido reconhecida como uma das principais regiões vitivinícolas de Portugal.
É possível encontrar informações à seu respeito, nos amarelados manuscritos em papiro do tempo dos Romanos, que foram os principais introdutores da cultura da vinha nesta Região.
O Ribatejo já foi famoso por produzir enormes quantidades de vinho que abasteciam especialmente os restaurantes e tabernas de Lisboa. Era uma região onde as grandes casas agrícolas pretendiam obter o máximo rendimento das vinhas e posteriormente produzir um vinho de pouca qualidade que seria vendido a granel.
Porém, nos últimos 15 anos, a região foi submetida a mudanças significativas tanto nos campos como nas adegas. Muitas vinhas foram transferidas da zona de campo _ mais fértil, consequentemente, com uvas menos concentradas _ para os solos pobres da charneca (solo arenoso) e do bairro (solo argilo-calcareo): a produção baixou, contudo a qualidade melhorou
significativamente.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Menu a Quatro Mãos une os Chefs Priscilla Herrera e André Castro

DSC03510Ainda há quem torça o nariz quando o assunto é comida vegetariana. E tenho que admitir que, até pouco tempo atrás, muitos dos restaurantes vegetarianos ofereciam uma comida sem gosto, sem tempero. Resumindo, sem graça. 
Mas é preciso abrir a cabeça e perceber que hoje alguns restaurantes mudaram esse paradigma.

Um deles é o Banana Verde, da Chef Priscilla Herrera
Você pode ter certeza que vai se alimentar muito bem, degustando pratos super saborosos, elaborados com produtos orgânicos, sem nem sentir falta de uma picanha!!! rsrs 

Dando continuidade ao Evento “MENU A 4 MÃOS”, na última quinta-feira, Priscilla recebeu o Chef André Castro para, juntos, produzirem o jantar harmonizado que tinha como tema: “Cozinha Mediterrânea“.

André, proprietário do D’Olivino, arrasou na combinação de bons ingredientes, temperos e especiarias. O resultado foi uma comida extremamente saborosa e, ao mesmo tempo, delicada. 

A cada prato degustado, uma grande surpresa de sabores e texturas. 

Este slideshow necessita de JavaScript.



Para começar, um couvert com pães integrais de fermento levain no forno a lenha, manteiga de ervas da horta, pasta de berinjela com tahine e tomatinhos. 
Para beber: suco de tomate temperado. 

Primeira entrada: 
Creme marroquino de abóbora com laranja, feijão branco, especiarias e coalhada fresca. 

Segunda entrada: 
Cogumelos com queijo Taleggio, ervas e nozes. 

Para harmonizar, vinho branco Nouestra Senõra Del Portal DO orgânico 2011, Terra Alta, Cataluña, Espanha. 

Prato Principal: 
Massa recheada com creme de beterraba assada no forno à lenha, queijo coalho orgânico, parmesão, manteiga de sálvia e cocrante de castanhas do Pará. 

Para harmonizar, Vinho tinto Arrogant Frog 2012 Orgânico – Languedoc-Roussilon, França. 

Sobremesa: 
Torta rústica de maçã com uvas, assada no forno à lenha, creme de baunilha e chantilly de iogurte e mel. 

Sensacional!!!!! 

E sabe qual é o preço do menu completo com harmonização? R$ 115,00!!!! 


Na próxima quinta, dia 22/05/2014, Priscilla receberá o Chef José Maria Freires, com o tema “Chez Croque”. 

Vai perder?????

Serviço 
Restaurante Banana Verde – “Menu à 4 mãos” 
Rua Harmonia, 278 – Vila Madalena 
Tel: (11) 3814-482 
Horário: A partir das 20h 

O tempo esfriou … que tal uma sopinha????

Que tal aproveitar esse friozinho para tomar sopinhas pra lá de saborosas?
Pois é, pelo 12º ano, o Restaurante Consulado Mineiro abre suas portas para o seu famoso Festival de Sopas e Cremes.

Estive lá e tenho que tirar o chapéu para o “cozinheiro” e proprietário Fernando Carneiro: não conheço nenhum outro buffet tão saboroso!!!

São 12 opções, entre elas:
Creme de mandioca com carne-de-sol, Bambá de couve c/ bolinho de ovo c/ queijo (uma espécie de Caldo Verde Brasileiro), Creme de Legumes, Creme de Cebolas, Creme de Cenoura com Gengibre, Caldo de Feijão, Canja de galinha com couve-flor, Canjiquinha mineira c/ costelinha e tomate.

O restaurante tem clima de casa, aconchegante, preço honesto e sabores “de verdade”.
Tem cerveja e uma carta de vinhos enxuta, mas boa e com preços justos.
Fernando está sempre lá, com um sorriso no rosto, simplicidade e muita competência.
O belo e o bom está no simples.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ah, me esqueci de dizer: o buffet inclui além das sopas, muito torresmo e cuscuz paulista para acompanhar e, como não temos medo de sermos felizes, para finalizar, tem canjica!!! Uma delícia!!!

Serviço
12º Festival de Sopas e Cremes
Início: 7 de maio
De quarta a sábado, a partir das 20h
R$ 30,00 por pessoa

Consulado Mineiro – A Melhor Cozinha de Minas em São Paulo
Rua Cônego Eugênio Leite, 504 – Pinheiros
Delivery: 3898-3241
Nextel: 7802-3528
www.consuladomineiro.com.br

 

Vinhos Biodinâmicos, já ouviu falar?

Bem, só pra começar, não dá para falar de Vinhos Biodinâmicos, sem antes falar de Rudolf Steiner e da Antroposofia.

Esse é um assunto complexo, mas vou tentar resumi-lo, sem banaliza-lo, claro!

Steiner-2Rudolf Steiner, nasceu em Kraljevec, fronteira austro-húngara, em 27 de Fevereiro de 1861 e morreu em Dornach, Suíça, 30 de Março de 1925. Foi filósofo, educador, artista e esoterista.
Foi fundador da Antroposofia, da Pedagogia Waldorf, da Agricultura Biodinâmica, da Medicina Antroposófica e da Euritimia.
Seus interesses eram variados: além do ocultismo, se interessou por agricultura, arquitetura, arte, drama, literatura, matemática, medicina, filosofia, ciência e religião.

ANTROPOSOFIA

antroposofia

Nas palavras de Steiner, “Antroposofia é um caminho de conhecimento que deseja levar o espiritua

l da entidade humana para o espiritual do Universo. Ela aparece no ser humano como uma necessidade do coração e do sentimento. Ela deve encontrar sua justificativa no fato de poder proporcionar a satisfação dessa necessidade.
A Antroposofia só pode ser reconhecida por aqueles que nela encontram aquilo que buscam a partir de sua sensibilidade. Portanto, somente podem ser antropósofas pessoas que sentem como uma necessidade de vida certas perguntas sobre a essência humana e do Universo, assim como se sente fome e sede”.

AGRICULTURA BIODINÂMICA

A Agricultura Biodinâmica aplica o mesmo conceito da Antroposofia, ou seja, integrar Homem, Natureza e todos os Seres  Animados e Inanimados, e Universo. O Conceito de “Somos Todos Um”.

Ela surgiu na Europa em 1924, quando Steiner apresentou essas novas idéias em uma série de palestras técnicas à grupos de agricultores. 

Trata-se de um processo de cultivo do solo que envolve uma relação direta do homem com a terra e a maneira como ela é manejada. O plantio deve ser feito por meio de uma correlação entre a paisagem e o que o homem deseja produzir.

O calendário da agricultura biodinâmica é feito anualmente com base nas fases da lua e no zodíaco. De acordo com a época do plantio é possível obter diferentes resultados na qualidade dos alimentos.

Segundo o conceito biodinâmico, a energia de uma planta qualquer é composta por 3% de elementos vindos do solo, e 97% da atmosfera. A planta fornece energia para o solo, através da fotossíntese, e ele fornece os minerais que ela precisa para crescer. Assim, a sustentabilidade do processo depende da eficiência e da simplicidade do percurso – desde o plantio, até a colheita.

biodinamica

O método conhecido como Chifre de Cristal é um dos meios utilizados para promover a adubação da atmosfera. Ele consiste em realizar um preparado em que se implanta sílica ou esterco (de vacas que se alimentam de pasto) em um chifre de vaca. Esse chifre é enterrado na plantação durante o inverno.  Com isso, a matéria se tornará húmus e deverá ser aplicada sobre o solo.
O composto é responsável por fazer a ligação entre o mundo mineral e o mundo vegetal, devolvendo vitalidade e eficiência ao solo e aos alimentos.

chifre
VINHOS BIODINÂMICOS

 

Os principais requisitos para que um vinho seja certificado como Biodinâmico são:Conceitualmente, os vinhos biodinâmicos são os vinhos elaborados com as uvas provenientes de vinhedos biodinâmicos e são certificados pela Demeter International.

– Cada fazenda é uma individualidade integrada;
– Práticas de conservação de solo;
– Não uso de fertilizantes químicos e de agrotóxicos sintéticos-somente produtos de controle natural;
– Praticas de conservação da natureza;
– Qualidade social dos trabalhos;
– Aplicação de preparados biodinâmicos homeopáticos que incrementam a vitalidade do ambiente, plantas e do produto final;
– Não uso de produtos transgênicos.

No processo de vinificação não é vetado o uso de sulfitos. Mas, na maioria dos casos, são utilizados em quantidades muito pequenas, principalmente antes do engarrafamento.

nicolas
Um grande defensor, talvez o maior representante da cultura biodinâmica no vinho é o francês Nicolas Joly.
Seu Vinhedo, Clos de La Couleé de Serrant, foi plantado no ano 1.130 pelos monges Cistercianos.
“Junto à sua querida esposa e filhos Virginie e Vincent, Nicolas Joly, assistente da natureza, viticultor e lutador incansável, utiliza, simplifica e aplica, divulga e leva no sangue os princípios da Biodinâmica para simplesmente chegar ao Renascimento das Apelações de Origem, liderando um grupo com mais de 120 produtores do mundo todo: França, USA, Espanha, Chile.”

Vejam algumas Vinícolas que praticam a Agricultura Biodinâmica, inclusive o Santa Augusta, uma Vinícola brasileira.

La Coulee de Serrant
Romanee-Conti
Antiyal Álvaro Espinoza Chile
Nikolaihof Áustria
Domaine Pierre Morey
Domaine Pierre Frick
Viña Matetic
Vinícola Santa Augusta

Atualmente encontramos os vinhos biodinâmicos em praticamente todas as importadoras.

Agora, para degustá-lo em um restaurante, minha dica é a Enoteca Saint Vin Saint.

8o. Encontro do Sommelier Grand Cru

No dia 16/02/2014 participei do 8o. Encontro do Sommelier Grand Cru, um evento com o objetivo de apresentar as novas importações, com direito a conversa com produtores e enólogos e muitas degustações, claro.
O evento aconteceu no Almenat Hotel – Extensão Corporativa, bem pertinho, no Embu das Artes.
Como ninguém é de ferro, nas horas vagas, era possível jogar boliche, ping-pong, sinuca, etc … e, ao final do dia, muitos brindes e confraternizações com muito Cava! Uma delícia!

Este slideshow necessita de JavaScript.

O encontro foi pra lá de agradável e aprendi muito, tanto nas palestras quanto nas degustações. Afinal, como sabemos, para aprender sobre vinhos, nada melhor do que bebê-los.

Como foram muitos vinhos, vou falar rapidamente das Vinícolas e alguns de seus vinhos, ao meu ver, mais interessantes.

DSC03211

 

VINEDOS Y BODEGAS PABLO

É uma bodega familiar situada em Almonacid de La Sierra, em Zaragoza, Espanha, enquadrada na
D.O. Cariñena.
A bodega pratica cultivo ecológico, mas sem certificação, e seus vinhos são elaborados com
variedades autóctones, a uma altitude entre 550 e 750 metros.
Fiquei impressionada com a qualidade desses vinhos e com a ótima relação custo-benefício.

Menguante Garnacha Blanca, 2012 – R$ 58,00
Me surpreendi com essa uva, o vinho tem toques de lima e bastante mineral. Com acidez marcante e muito frescor, me pareceu uma ótima pedida para os dias quentes ou para acompanhar pratos leves.

Menguante Garnacha 2008 – R$ 39,00
Outra grande surpresa, um vinho com toques de frutas vermelhas, boa acidez, macio, fácil e
gostoso. Provavelmente, os dois meses de carvalho deram esse acabamento aveludado ao vinho.
(RP 90)

Menguante Vidadillo 2007 – R$ 69,00
Uma uva com características mais marcantes, produzindo vinhos mais potentes e com potencial de
guarda. No nariz apresentou frutas maduras e depois especiarias. Acidez bastante pronunciada e
uma certa rusticidade muito interessante. Eu gostei bastante. (RP 90)

Menguante Gran Viu Garnacha del Terreno 2004 – R$ 190,00
Um vinho mais complexo, que já mostra evolução, e que passou 22 meses em barricas de carvalho
francês e 14 meses em garrafa.
Aromas que vão mudando café, especiarias, até aromas terciários.
Acidez ainda muito presente, final longo e agradável. Excelente vinho. (RP 92)
VILLA MATILDE

Villa Matilde é uma das vinícolas mais tradicionais da Campania, região do sul da Itália, cuja
capital é Nápoles.
É uma das produtoras do Falerno del Massico, o vinho mais famoso e apreciado na antiguidade.
Esse vinho foi muito falado na obra de Horacio, Plínio e Cícero.
Por cultivar uvas autóctones, vale a pena conhecer seus vinhos e entender a diversidade de
aromas e sabores dessas cepas.

Greco di Tufo 2012 – R$ 98,00
Um branco surpreendente, 100% Greco, uma uva típica dessa região.
No nariz e boca lembra pera, frutas brancas e um toque mineral.
É um vinhaço que, pouco a pouco vai se revelando e encantando. Nem precisa de nada para
harmonizar.

Aglianico 2010 – R$ 79,00
Elaborado 100% com a uva Aglianico, é bastante estruturado, com aromas florais no nariz,
torrefação e um leve defumado.

Falerno del Massico Rosso 2008 – R$ 98,00
Elaborado com 80% de Aglianico e 20% Piedirosso, tem notas de especiarias, café e muita
estrutura. Um vinho potente e gastronômico.

Villa Matilde Cecubo 2008 – R$ 140,00
Elaborado com 45% Rabbuolo, 35% Primitivo e 20% Piedrosso, é uma outra boa surpresa. Apresenta
notas de terra molhada, funghi e um toque levemente salgado. Incrível e adorável.

Taurasi Villa Matilde 2007 – R$ 290,00
Elaborado com 100% Anglianico, tem muita complexidade, frutas vermelhas e alcaçuz. Aos poucos
aparecem os aromas terrosos e animal. Robusto, com taninos muito presentes, merece ser
decantado. Excepcional.


TRE DONNE

Vinícola na região de Langhe, no Piemonte, famosa pelos seus Barolo, Barbaresco, Barbera e
Dolcetto, entre outros.
Tre Donne (três mulheres, em italiano) é comandada pelas irmãs Rosanna, Daniela e Antonella –
com a ajuda de seus maridos e filhos.

Tre Donne TD Dolcetto D’Alba DOC 2012 – R$ 70,00
100% Dolcetto, tem aromas de frutas maduras e pimenta. Bem levinho, combina muito com nosso clima.

Tre Donne TD Barbera D’Alba DOC 2009 – R$ 83,00
100% Barbera, tem um toque de vermute e especiarias, com boa acidez e final agradável.

Tre Donne D’Arc 2009 – R$ 66,00
Um corte de Barbera D’Alba, Pinot Noir, Dolceto D’Alba e Freisa, no nariz tem frutas vermelhas, mas bem elegante, pimenta, café. Muito elegante na boca, equilibrado e final longo.
Um ótimo custo-benefício.

Tre Donne TD Langhe Barbari Nebbiolo DOC 2010 – R$ 89,00
100% Nebbiolo, lembra aquele aroma de bosque, terra molhada, especiarias. Muito elegante,
lembra um Pinot Noir.

Tre Donne TD Barolo DOCG 2008 – R$ 208,00
100% Nebbiolo, aromas de frutas maduras, muito estruturado, com taninos muito presentes.
Precisa ser decantado.

CASA BRANCAIA

Fundada em 1981 por um casal de suíços, Brigitte e Bruno Widmer, que se apaixonaram pela
região da Toscana, mais especificamente Castellina in Chianti.
Mais tarde adquiriram uma propriedade em Radda in Chianti e em 1998, fundaram a Brancaia em
Maremma, há 10 quilometros da Costa Mediterrânea.
Desde 1998 Barbara Widmer, filha do casal, é a enóloga da Vinícola, que conta também com a
consultoria do enólogo Carlo Ferrini.

Brancaia Il Biano IGT 2012 – R$ 78,00
Um corte de 90% Sauvignon Blanc, 5% Gewurztraminer e 5% Viognier, esse branco tem um toque
cítrico, mas muito elegante, com toque floral, ervas e um pouco mineral também. Um branco bem
complexo e fresco. Fantástico para nosso clima.

Brancaia Tre Rosso Maremma IGT 2011 – R$ 84,00
Muito delicado e elegante, esse é um corte de 80% Sangiovese, 10% Merlot e 10% Cabernet
Sauvignon. Com toques de frutas vermelha, um floral gostoso, muito eqilibrado e elegante.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para saber mais detalhes sobre os vinhos, acesse o site Grand Cru